Casa Verde e Amarela: o que muda no Minha Casa Minha Vida

Casa Verde e Amarela: o que muda no Minha Casa Minha Vida

O programa Minha Casa Minha Vida (MCMV) foi criado em 2009 pelo governo federal, que na época estava sob a gestão do PT, para ajudar famílias a conquistarem suas casas próprias. O MCMV é um grande sucesso, porém precisa de melhorias e atualizações, e agora, sob decisão do presidente Jair Bolsonaro, novas regras serão criadas, no sentido de aprimorar os programas habitacionais no Brasil.

Com isso, o Minha Casa Minha Vida passa a se chamar Casa Verde e Amarela. O principal objetivo da mudança, além do nome, é a regularização fundiária e a redução da taxa de juros, o que significa um aumento no acesso de brasileiros que poderão financiar um imóvel para moradia. De forma resumida, as ideias e objetivos dos dois programas são basicamente as mesmas.

A justificativa do governo federal é que o Minha Casa Minha Vida precisava passar por uma revisão para corrigir problemas estruturais.

Pela previsão do governo federal, até 2024 serão mais de 1,6 milhão de famílias de baixa renda que poderão participar do novo programa, principalmente nas regiões Norte e Nordeste do Brasil. Dessa forma, será possível entregar 350.000 residências a mais em comparação ao MCMV.

Essas duas regiões receberão algumas vantagens a mais em comparação às outras, como por exemplo uma redução nas taxas de juros, sendo 0,5% a menos para famílias que tenham renda de até R$ 2.000 mensais, e 0,25% para rendas entre R$ 2.000 e R$ 2.600 mensais. No Norte e Nordeste as taxas de juros devem chegar a 4,25% ao ano, e 4,5% ao ano nas demais regiões do Brasil.

O MCMV tinha quatro faixas, que definiam onde cada família se enquadrava, de acordo com suas rendas mensais. Porém, o Casa Verde Amarela terá três faixas, com diferenças de valores em comparação ao MCMV. Confira como era antes e como fica agora:

MCMV
Faixa 1: para famílias com renda mensal de até R$ 1.800
Faixa 1.5: para famílias com renda mensal entre R$ 1.800 e R$ 2.600
Faixa 2: para famílias com renda mensal entre R$ 2.600 e R$ 4.000
Faixa 3: para famílias com renda mensal entre R$ 4.000 e R$ 7.000

 

Casa Verde e Amarela
Faixa 1: para famílias com renda mensal de até R$ 2.000
Faixa 2: para famílias com renda mensal entre R$2.000 e R$ 4.000
Faixa 3: para famílias com renda mensal entre R$ 4.000 e R$ 7.000

Os valores de cada faixa podem sofrer alterações futuras. Para saber sobre os valores atualizados, você pode entrar em contato com a Open House através dos canais abaixo:
Telefone – 0800 944-1155
WhatsApp - (91) 98462-6497
Email – contato@imoveisopenhouse.com.br
Site – imoveisopenhouse.com.br

Assim como no programa Minha Casa Minha Vida, o Casa Verde e Amarela vai oferecer subsídios diferentes para cada uma das três faixas.

O governo federal, ao propor as mudanças para o Casa Verde e Amarela, objetiva uma união de medidas, para que assim os brasileiros possam ter mais opções entre os programas habitacionais já existentes, como forma de estimular a população de baixa renda a conquistar sua moradia.
Além disso, a regularização fundiária proposta no novo programa Casa Verde e Amarela pode trazer muitos benefícios, como a garantia de posse do imóvel, os direitos sociais à moradia e maior equilíbrio ambiental.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © - Todos os direitos reservados.